Lucratividade, tudo o que você precisa saber sobre – mas ninguém nunca contou

lucratividade - Administrar Online - BPO financeiro

Não conhecer a lucratividade da sua empresa, é o maior erro de Gestão Financeira que você pode cometer.

Isso porque, esse indicador informa se o negócio está gerando o lucro necessário para que sejam realizados novos investimentos, que irão garantir o sucesso da empresa.

Contudo, ainda existem muitos gestores que sentem dúvidas sobre o que realmente é esse indicador, como calculá-lo e como usá-lo na prática.

Pensando nisso, elaboramos esse post para esclarecer os principais pontos sobre o que é a lucratividade. Confira:

1 – O que é a lucratividade?

Conhecer o conceito de lucratividade é o primeiro passo para conseguir avaliar bem, os resultados da sua empresa.

Esse é um indicador que calcula a porcentagem de lucro em comparação com a receita obtida durante o período.

Para obter esse resultado, basta realizar o seguinte cálculo:

Lucratividade = Lucro Líquido/Receita

Através dele é possível descobrir qual foi o percentual de lucro que a sua empresa obteve, em relação ao valor total das vendas realizadas no mês ou ano.

Além disso, o seu resultado ajuda a avaliar o desempenho da sua empresa de acordo com o setor que atua.

Na prática, se a lucratividade da empresa é de 10% e o esperado pelo seu setor é de 15%, então ela está operando com baixa eficiência.

Nesse momento, é necessário manter-se em alerta e tomar decisões que aumentem os lucros e torne a empresa competitiva no mercado.

2 – Margem de lucro por setor

Agora que você já sabe o que é e para que serve esse indicador, é importante conhecer quais são as principais margens de lucro de cada setor.

Mas atenção, é importante destacar que não existe uma margem única e universal.

Elas variam de acordo com as particularidade de cada mercado onde a empresa está inserida.

Na verdade, essas estimativas servem apenas como uma base geral para avaliar o desempenho dos setores de atuação.

Confira abaixo, as principais delas:

  • Setor de serviços: Esse segmento possui margens elevadas de lucro, que variam entre 20% até 35%
  • Setor de serviços com comissão: Neste modelo de negócios as taxas de lucro estão entre 10% a 20%
  • Setor de comércio: Possuem uma margem inferior a dos prestadores de serviços, com uma média de 10% a 20%
  • Setor de indústria: O setor industrial possui a menor margem de lucratividade entre 5% e 10%

E então, qual a margem de lucro atual da sua empresa? Conhecer a resposta dessa pergunta, irá ajudar você a conhecer a realidade financeira da sua empresa.

Assim como, tomar as melhores decisões para aumentar os lucros da empresa.

A dica aqui é fazer o acompanhamento constante desse indicador, que deve ser incorporado na Gestão Financeira da sua empresa.

3 – Diferença entre rentabilidade e lucratividade

Por desconhecer a diferença entre esses dois termos, muitos gestores podem estar analisando a situação financeira das suas empresas de maneira errada.

Isso porque, cada um desses indicadores fornecem informações distintas sobre aspectos das finanças do negócio.

Entenda bem, enquanto a lucratividade revela o quanto uma empresa obteve de lucro em relação ao seu faturamento, durante um período.

A rentabilidade demonstra, a proporção pela qual a empresa está conseguindo recuperar o investimento realizado pelos seus sócios.

Este último, é um dos indicadores mais importantes e solicitados por instituições financeiras.

Sobretudo, quando o gestor deseja obter empréstimos e financiamentos para investir na expansão do negócio.

Vale a pena destacar, que quanto mais alto for o percentual de rentabilidade, mais seguro o negócio apresenta ser.

Troque o tempo que você gasta organizando as finanças da sua empresa por momentos em família. Administrar Online - Terceirize o financeiro

3 – Lucratividade zero e o ponto de equilíbrio

Muitos gestores, ao calcular a lucratividade dos seus negócios podem obter um resultado igual a zero.

Nesses momentos, muitos acreditam que suas empresas estão gerando prejuízo, o que é algo totalmente errado.

Entenda bem, quando uma empresa alcança esse tipo de resultado significa que ela alcançou o seu ponto de equilíbrio.

Isso demonstra que ao mesmo tempo em que ela possui capacidade para cumprir com suas obrigações, não consegue gerar o lucro esperado.

Conhecer o ponto de equilíbrio da empresa, torna-se algo crucial principalmente quando ela não é lucrativa.

Nesse estágio, a primeira meta a ser alcançada pelo gestor é a de atingir o lucro zero.

Como você pode perceber, analisar a lucratividade da sua empresa não é uma tarefa difícil.

Isto é, quando você possui o conhecimento correto e mantêm todos os dados financeiros controlados e gerenciados de maneira eficaz.

Com base nesse indicador, será possível tomar decisões importantes que irão garantir o sucesso da sua empresa.

Para ajudar você com a Gestão Financeira, é crucial ter o apoio de profissionais qualificados para prestar um serviço de alto padrão.

A dica aqui é contratar os serviços de terceirização financeira da Administrar Online (maior empresa de BPO Financeiro do Brasil), converse com um dos membros da nossa equipe e descubra como podemos ajudar sua empresa.

Comments are closed.
Fale Conosco pelo WhatsApp