Você sabe qual o custo de contratar um funcionário?

O cálculo do custo com funcionários é algo com o que qualquer empresa deve se preocupar, independentemente do seu porte.

Afinal, a verdade é que um trabalhador custa muito além do que somente o seu salário.

Assim, se você está abrindo uma empresa ou planejando expandi-la, é essencial ter uma noção do custo efetivo de um funcionário antes de começar o processo de recrutamento.

Ter essa atenção sem dúvidas vai ajudar na gestão financeira do seu negócio e garantirá que não seja gasto dinheiro à toa.

Portanto, acompanhe a leitura e veja tudo o que precisa saber sobre o assunto.

Custo com funcionários na gestão financeira

O custo com funcionários, quando mal previsto, é algo que pode trazer um grande problema para saúde financeira de um negócio.

Sobretudo, quando se trata de uma empresa de pequeno ou médio porte.

Isso porque há diversas despesas sobre a folha de pagamento, a saber:

  • Férias;
  • Adicional de férias;
  • Licenças;
  • Insalubridade;
  • Horas extras;
  • 13° salário;
  • Encargos e benefícios.

Muitas vezes, todos esses fatores a mais resultam em um valor final que corresponde ao dobro do salário inicial.

Assim, não é difícil de imaginar que a falta desse conhecimento pode trazer um impacto negativo para a gestão financeira do negócio.

Calculando o custo real de um trabalhador, é possível saber qual a quantidade ideal de funcionários que a empresa precisa ter para promover seu crescimento com o melhor custo-benefício.

Qual é o custo com funcionários?

Uma das principais regras a seguir na hora de calcular o custo com funcionários é que as empresas devem fazer o pagamento de 37% de encargos sociais sobre o salário líquido.

Contudo, 29% desse total vão somente para o INSS e os outros 8% são reservados ao FGTS.

Entretanto, os gastos não param por aí. Há também o acréscimo dos gastos periódicos, que são aqueles que acontecem todos os anos.

Mas não todos os meses, como o 13° salário e as férias.

Por fim, também existem os custos adicionais:

  • Custeio de uniformes e equipamentos;
  • Afastamento por licença-maternidade ou licença-paternidade;
  • Ausência por acidente de trabalho ou doença;
  • Vale-transporte;
  • Vale-alimentação;
  • Seguro;
  • Plano de saúde;
  • Dentre outros.

Alguns desses custos são calculados como porcentagem em cima do salário, outros são calculados separadamente, como é o exemplo do transporte e alimentação.

De modo geral, eles variam de acordo com a passagem média da região e o valor de um almoço.

Outro gasto que poucas pessoas lembram de incluir na conta é a quantia gasta para seleção e recrutamento dos candidatos.

Afinal, contratar um funcionário sem uma análise de currículo ou entrevista não é uma boa prática empresarial.

Por fim, a parte positiva é que você só precisará se preocupar com essa quantia uma única vez. Dessa forma, você não deve ignorá-la.

Troque o tempo que você gasta organizando as finanças da sua empresa por momentos em família. Administrar Online - custo de contratar um funcionário

Os diferentes regimes tributários

Ainda assim, vale ressaltar que o custo com funcionários muda pelo regime tributário.

Empresas registradas no Simples Nacional, por exemplo, não arcam com encargos referente ao INSS patronal, salário educacional, seguro acidente do trabalho (SAT) e contribuições ao SEBRAE, SESI, SENAI ou Incra, de acordo com a legislação.

No entanto, outros benefícios e encargos devem estar na conta:

  • 13° salário: 8,33%
  • Férias: 11,11%
  • FGTS/Multa para rescisão: 4%
  • FGTS: 8%
  • Previdenciário sobre 13°/Férias/DSR: 7,93%

TOTAL: 39,37%

Por outro lado, em empresas dos regimes Lucro Presumido e Lucro Real, todos os outros encargos que não existem no Simples Nacional são adicionados:

  • 13° salário: 8,33%
  • Férias: 11,11%
  • FGTS/Multa para rescisão: 4%
  • FGTS: 8%
  • Previdenciário sobre 13°/Férias/DSR: 7,93%
  • INSS: 20%
  • Seguro acidente de trabalho : 3%
  • SEBRAE / SESI / SENAI / Incra: 3,3%
  • Salário educação: 2,5%

TOTAL: 68,18%

Em ambos os casos, é possível identificar que uma grande porcentagem do dinheiro gasto pela empresa para custear um funcionário nem mesmo irá para o seu salário.

Cálculo final do custo com funcionários

Para fazer o cálculo, inicie primeiramente com os gastos diretos de contratação, ou seja, valores pagos ao funcionário.

Após isso, prossiga para os custos indiretos, que são os encargos pagos ao governo.

Para fins de exemplo, simulamos um cálculo onde todas as obrigações fiscais – com base no ano de 2018 – foram obedecidas à risca.

Confira como ficaria o custo com funcionários que recebem um salário de R$1000,00

Salário R$1.000,00
Vale-transporte R$116,00
Vale-refeição R$264,00
Fração do 13° salário 8,33% R$83,30
Fração das férias 11,11% R$111,10
FGTS 8% R$80,00
Fração do FGTS com 13° e férias 1,4% R$14,00
INSS 20% R$200,00
Fração do INSS com 13° e férias 4% R$40,00
TOTAL PAGO PARA MANTER UM COLABORADOR R$1.908,40

OBS: foram utilizados valores simbólicos de R$8,00 para transporte e R$15,00 para alimentação, ambos diariamente.

Como diminuir os custos?

A melhor forma de diminuir os custos, independente do setor, é optando pela terceirização de serviços.

Entretanto, essa opção só é realmente vantajosa quando o serviço terceirizado não é o core business da empresa.

Por exemplo, você pode facilmente fazer a terceirização das tarefas financeiras de uma empresa de design.

Isso evita os diversos custos na contratação de um funcionário e deixando todos os seus colaboradores já existentes focados no core business: criação.

Logo, a terceirização das tarefas financeiras é uma estratégia importante para qualquer empresa que queira reduzir os custos.

Afinal, ter um funcionário especialista em gestão financeira custaria um valor alto (fora os gastos com toda a tecnologia necessária para esse setor) e lidar com as finanças sozinho e sem conhecimento não é uma boa escolha por parte do empresário.

Depois da leitura desse artigo, será que você está se sentindo mais seguro sobre a contratação de um colaborador?

Faça os cálculos necessários e analise qual a melhor opção para manter a saúde financeira da sua empresa e continuar crescendo no mercado!

Lembre-se a Administrar Online é especializada em Terceirização das tarefas financeiras, entre em contato e descubra como podemos ajudar você!

Comments are closed.
Fale Conosco pelo WhatsApp